NFC-e: Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica vai exigir ainda mais atenção de varejistas em 2019

Publicado em: 29 de dezembro de 2018 | Categoria: Sem categoria

NFC-e tem que ser emitida após qualquer compra entre um estabelecimento comercial e uma pessoa física. É preciso possuir Certificado Digital, e no caso do Estado de São Paulo, possuir também o equipamento SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos), algo que em outras unidades da Federação não é necessário.

Todo comércio varejista ou atacadista que venda direto para um consumidor final que não tenha necessidade de informar o CPF nesse documento, precisa emitir a NFC-e.  Lembrando: empresa de comércio que vende SEMPRE com CPF ou CNPJ no documento fiscal só pode emitir a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) – bem diferente da NFC-e.

Anúncios

Passada a fase “experimental”, a maioria das unidades da federação já concluiu o trabalho de implementação da NFC-e e sua emissão, nesses estados, já é exigida de todas as empresas. Noutros, o processo está em andamento, restando poucas exceções onde a obrigatoriedade total será consolidada já a partir de janeiro de 2019 ou, conforme algumas poucas medidas prorrogativas, para o início de 2020.

Se você tem um comércio que faz os tipos de venda descritos neste artigo, é bom reforçar junto ao seu contador que veja, diretamente com a Secretaria da Fazenda do seu Estado, como está o calendário de obrigatoriedade para emitir a NFC-e, ou mesmo, se há alguma mudança determinada pelo fisco, nesse calendário, nos últimos dias. Quanto antes você se adequar, melhor para sua empresa e seus clientes!

Mas, quais as vantagens trazidas pela emissão da NFC-e? São várias, tanto para o varejista quanto para o consumidor, e claro, para o país. Vamos conferir?

Vantagens para a empresa

Nunca é demais lembrar que para quem emite, além da agilidade, modernidade e transparência, a NFC-e Nota Fiscal Consumidor Eletrônica não requer o uso de impressoras especiais (fiscais), podendo ser utilizados equipamentos térmicos ou a laser.

Outra vantagem é a simplificação das chamadas “obrigações acessórias), o uso de papel não certificado, a transmissão em tempo real on-line, redução de gastos com papel, uso de novas tecnologias de mobilidade e dispensa da necessidade de autorização prévia dos equipamentos a serem utilizados.

Vantagens para o consumidor

Outra vez a transparência, a modernidade e a mobilidade do fluxo de informações e a facilidade de conferência sobre a autenticidade do documento com o uso do QR Code aparecem no topo da lista.

Mas não é só: com a NFC-e Nota Fiscal Consumidor Eletrônica o consumidor que consta seu CPF no documento agiliza também a participação em programas de combate à sonegação que, em vários estados, fornece prêmios em dinheiro ao contribuinte.

Emissor de NFC-e robusto, econômico e eficaz

Agora que você já está alertado sobre a obrigatoriedade da emissão da NFC-e,contate já a VARITUS BRASIL e conheça as facilidades e economia geradas pelo NOTAFAZ, um produto completo para emissão e gestão de documentos fiscais para sua empresa.

Com ele, você emite notas fiscais em apenas cinco cliques e conta, entre outros recursos, com ferramentas para armazenagem e processamento dos documentos com absoluta segurança e rapidez.

Notícias Empresariais

TRIBUTÁRIO - Então, como declarar o investimento CDB?

21/03/2019

Foi dada a largada para a declaração do Imposto de Renda. E é nessa hora que percebemos que precisaremos correr atrás de muitas informações para entregar ao contador ou então, para nós mesmo fazermos. Para...

leia na integra

TRIBUTÁRIO - Saiba como declarar FGTS e seguro-desemprego recebido

21/03/2019

Quem foi demitido em 2018 pode ser obrigado a declarar imposto de renda mesmo não tendo recebido salário o ano passado. Uma das dúvidas recebidas por VEJA é sobre como fazer o informe das verbas rescisórias ao Leão,...

leia na integra

TRIBUTÁRIO - Como declarar gastos com educação no Imposto de Renda

21/03/2019

Hora de acertar as contas com o Leão. E, apesar da declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física acontecer todos os anos, sempre tem aquela dúvida persistente. Quem teve R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis...

leia na integra

TRABALHISTA - eSocial provoca corrida para regularizar empresas inativas

20/03/2019

Os cinco principais municípios da RML (Região Metropolitana de Londrina) registraram incremento na abertura de empresas em 2018, segundo dados da Jucepar (Junta Comercial do Paraná). Com exceção de Ibiporã, os...

leia na integra

TRIBUTÁRIO - Como é feita a emissão de Nfc-e?

20/03/2019

Existe uma variedade de modelos de nota fiscal a serem utilizadas pelas empresas, tanto para ter o registro documental próprio como para fornecer ao consumidor. Por esse motivo, não é incomum confundir-se sobre as especificidades...

leia na integra

Obrigado pela visita!

Copyright (c) 2017 - Todos os Direitos Reservados -