MEI: microempreendedores devem contribuir para o INSS?

Publicado em: 14 de outubro de 2021 | Categoria: Sem categoria

Os MEIs podem contribuir para a Previdência Social e assegurar diversas assistências previdenciárias que são disponibilizadas para aqueles que realizam os pagamentos mensais das contribuições exigidas pelo INSS.

Normalmente, os trabalhadores da modalidade CLT já efetuam esses pagamentos a automaticamente, isso ocorre por os valores serem deduzidos diretamente do salário bruto pago pelo empregador, por isso muitos MEIs ficam na dúvida na hora de contribuir.

Como MEIs contribuem para o INSS?

A contribuição feita por esses profissionais se dá pelo pagamento do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), os microempreendedores e empresas vinculadas ao Simples Nacional participam de um regime de tributação diferenciado.

Dessa forma, as quantias destinados ao INSS são singulares e reduzidas, os prestadores de serviços efetuam o pagamento de tributos como o ISS no valor de R$5,00 e do INSS no valor de R$55,00.

Já os MEIs inscritos no comércio ou indústria pagam R$55,00 para o INSS e R$1,00 para o ICMS. E os inscritos em comércio e serviços pagam R$55,00 para o INSS, R$1,00 para o ICMS e R$5,00 de ISS.

Dessa forma eles podem dispor das assistências do INSS dentre elas o auxílio-doença, aposentadoria por idade ou por invalidez, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-reclusão.

Realizar o pagamento do DAS, garante que esses trabalhadores sejam segurados pela Previdência Social.

Ao efetuar os pagamentos corretamente o segurado garante que seus dependentes possam obter auxílio se for necessário, é o caso da pensão por morte.

Além disso, ele poderá garantir a possibilidade de aposentadoria pelo INSS. São vários os benefícios para os contribuintes, a modalidade MEI é a melhor alternativa para o trabalhador autônomo que vive na informalidade sem direitos assegurados.

Por onde os MEIs realizam os pagamentos?

Como mencionado, a contribuição é realizada via o DAS, ele pode ser adquirido pelo aplicativo MaisMei, o app disponibiliza os boletos referentes a arrecadação dos tributos para os microempreendedores individuais.

Pelo aplicativo é possível obter o número do código de barras para realizar os pagamentos de forma facilitada.

Além do aplicativo, é possível obter o documento de arrecadação pelo Portal do Empreendedor. Vale lembrar que a inadimplência pode desencadear na perca da seguridade oferecida pelo INSS.

Quem quiser se tornar MEI e sair da informalidade poderá realizar a abertura do CNPJ MEI pelo próprio Portal do Empreendedor.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática:

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise.

Notícias Empresariais

NOTÍCIAS - BC lança ferramenta que ‘caça’ o dinheiro que é seu e nem você sabia que ele existia; veja como usar

25/01/2022

O Banco Central anunciou, nesta segunda-feira (24), um serviço que vai permitir à população saber se tem dinheiro a receber de alguma instituição financeira do país. Empresas também terão...

leia na integra

ECONOMIA - As principais tendências para empreendedores em 2022, segundo o Sebrae

25/01/2022

Depois do forte impacto causado pela pandemia e um período cheio de incertezas, o mercado começa a dar sinais de como serão os negócios daqui para frente. O Sebrae-PR fez um levantamento do que deve ser tendência neste...

leia na integra

NOTÍCIAS - Veja 3 razões que geram exclusão do Simples Nacional

25/01/2022

O fim e o começo do ano são épocas importantes para as empresas porque são nesses períodos que o balanço é feito. Durante esse processo, muitas descobrem que estão fora das regras para seguirem...

leia na integra

INFORMAÇÃO - Com parcelamento, prazo de adesão ao Simples Nacional mudou? Entenda

25/01/2022

Na última semana, um veto presidencial derrubou a criação de um programa nacional para pagamento de dívidas para micro e pequenas empresas, chamado de Refis. O programa tinha como objetivo facilitar o parcelamento de débitos...

leia na integra

EMPRESARIAL - Negociação de dívidas pode ser a salvação de empresas na pandemia

24/01/2022

Com a pandemia da Covid-19, muitos empresários ficaram preocupados com a gestão de suas empresas, visto que a economia estava passando por um momento de instabilidade. Porém, aprender a negociar dívidas e relacionar-se com...

leia na integra

Obrigado pela visita!

Copyright (c) 2017 - Todos os Direitos Reservados -