5 benefícios que a Reforma da Previdência não alterou

Publicado em: 18 de dezembro de 2019 | Categoria: Sem categoria

1 – Auxílio doença

Para ter direito ao auxílio-doença, o segurado precisa comprovar a sua incapacidade de continuar trabalhando, através de perícia médica. As regras para ter direito ao benefício permanecem as mesmas: é necessário passar por um médico perito do INSS e comprovar 12 contribuições.

Quem se aposentar por invalidez pode, inclusive, receber menos do que recebia com auxílio-doença. Enquanto a aposentadoria por incapacidade parte de 60% da média, somado a 2% ao ano até atingir 100% do tempo mínimo de contribuição, o auxílio-doença paga 91% do salário de benefício.

Somente o trabalhador que se aposentou por causa de acidente de trabalho vai receber 100% da média, independente do número de contribuições.

2 – Salário maternidade

O salário maternidade é um benefício que ampara a mulher trabalhadora que vivencia uma gestação ou passa pelo processo de adoção. A licença dura 120 dias e durante esse período o INSS cuida dos pagamentos.

O homem também pode receber o auxílio, desde que seja responsável pela adoção e precisa de um tempo afastado para cuidar do filho.

3 – Aposentadoria rural

A aposentadoria por tempo de contribuição deixou de existir e a idade mínima para se aposentar aumentou. Apesar dessas mudanças, os trabalhadores rurais não precisam se preocupar com a reforma da previdência, pois a aposentadoria rural permanece sem alterações.

aposentadoria rural será concedida para homens com 60 anos de idade e mulheres com 55 anos. O segurado precisa comprovar no mínimo 180 meses trabalhados em atividade rural para solicitar o benefício. Essa regra também vale para pescadores artesanais e garimpeiros.

4 – BPC/Loas

Se fosse pelo presidente Jair Bolsonaro, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) seria revisto. Ele chegou a cogitar a possibilidade de pagar apenas R$400 por mês aos idosos carentes com idade entre 60 e 70 anos. A ideia não passou no congresso.

O BPC continua sendo um direito dos idosos a partir de 65 anos, com renda familiar per capita de até 1/4 do salário mínimo. O benefício assistencial também é concedido aos portadores de deficiência carentes e com qualquer idade. O valor do BPC/Loas é de um salário mínimo federal.

5 – Aposentadoria da pessoa com deficiência

A aposentadoria da pessoa com algum tipo de deficiência a longo prazo mantém as mesmas regras. O cidadão precisa comprovar o tempo de contribuição de acordo com o seu grau de deficiência. O tempo mínimo de contribuição previdenciária é e 180 meses.

A idade mínima para o deficiente se aposentar não segue a regra geral. Ela preserva as condições antigas, ou seja, 55 anos para mulheres e 60 anos para homens.

Para solicitar um dos benefícios acima, é necessário ligar para a central 135 ou acessar o Meu INSS para agendar atendimento.

A Reforma da Previdência já foi aprovada e passa a valer assim que for publicada no Diário Oficial da União. A primeira regra que entrará em vigor é a idade mínima para se aposentar, que passa a ser e 62 anos para mulher e 65 anos para homem. Já as alíquotas de contribuição serão alteradas no dia 1º de março de 2020.

Notícias Empresariais

EMPRESARIAL - Como traçar um plano assertivo para atingir suas metas?

21/02/2020

Você provavelmente já deve ter tido a sensação de não ter produzido nada ao longo dia, mesmo realizando várias tarefas, não é mesmo? Esse é um relato muito comum que ouço dos meus clientes....

leia na integra

TRIBUTÁRIO - INSS: orientações para pagamento do complemento de guia do contribuinte individual

21/02/2020

A complementação mensal do INSS, prevista no inciso I do art. 29 da Emenda Constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019, deve ser realizada pelo segurado (empregado ou não) da seguinte forma: 1. Utilizar o Documento...

leia na integra

ENDIVIDAMENTO TRIBUTÁRIO - Endividamento Tributário é o que mais inviabiliza o crescimento da empresa

21/02/2020

O maior inviabilizador do crescimento da pequena e média empresa brasileira hoje é o débito tributário acumulado, que por sua vez compromete significativamente o desenvolvimento da economia brasileira. Em razão do...

leia na integra

ECONOMIA - Financiamento Imobiliário: Caixa anuncia alterações no programa

21/02/2020

A Caixa Econômica Federal deve anunciar nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, uma nova linha de crédito imobiliário com taxa de juros fixa, sem nenhuma correção adicional, como taxa referencial (TR) ou inflação....

leia na integra

IRPF 2020 - Imposto de Renda 2020: Download do Programa

21/02/2020

A Receita Federal liberou nesta quinta-feira, 20, o programa para preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020, ano base 2019. Os contribuintes podem fazer o download do programa:...

leia na integra

Obrigado pela visita!

Copyright (c) 2017 - Todos os Direitos Reservados -